Guarapuava/Poker - PR 5 x 2 Floripa Futsal - SC
Intelli - SP 4 x 4 Umuarama - PR
Copagril - PR 4 x 6 Concórdia - SC
Corinthians - SP 5 x 2 Joinville/Krona- SC

Paulista Mirim Interior contará com equipes de três cidades  •  Com 20 clubes, Liga Futsal acontece só depois da Copa  •  Liga Paulista de Futsal começa nesta segunda com 20 equipes  •  Fundação e Filsan recebem abertura do Paulista Mirim   •  Liga Futsal entra nas quartas de final  •    
caderno Eventos
SMS é bicampeão da Copa Batalha

Depois de três anos o SMS voltou a conquistar o título da Copa Batalha de Futsal, sagrando-se bicampeão. Venceu a final contra o Olimpique nos pênaltis. O SMS havia conquistado a competição em 2005. A disputa aconteceu no ginásio do Batalha Sport Center, no dia 7 de dezembro.
No tempo normal o placar registrou igualdade no marcador: 2x2. Na prorrogação outro empate em 2 gols. Nos pênaltis o SMS venceu por 3 a 2. A emoção foi até a última cobrança, já que as duas equipes desperdiçaram pênaltis. Na última batida o SMS poderia ter definido o título, mas Bicudo chutou pra fora. A responsabilidade se transferiu para o Abutre, do Olimpique, eleito o melhor jogador da competição. Se ele fizesse a disputa seguiria nas batidas alternadas. Mas, na frente estava o melhor goleiro da competição. Abutre bateu e Serra defendeu, definindo o título para o SMS.
No início do primeiro tempo as duas equipes dividiram as ações, sem grandes chances de gol. Aos 10m24s Dieguinho fez grande jogada para o SMS, driblando dois marcadores e dentro da área sendo impedido de avançar pelo goleiro Schumacher. Foi o lance mais aplaudido até o momento da partida.
Hélio abriu o marcador para o Olimpique, aos 14m26s. Recebeu passe na entrada da área, virou sobre o marcador, ficou de frente para o gol e tocou no canto superior esquerdo batendo o goleiro Serra. No lance anterior o pivô Bicudo, do SMS, recebeu passe pela ala direita, livre de marcação, mas quase da linha de fundo, chutou e o goleiro defendeu, puxando o contra-ataque que ocasionou no gol. Terminou assim a primeira etapa.
Até os três primeiros minutos do segundo tempo as duas equipes jogavam com cautela, sem muito arriscar e poucos lances de gol surgiram.
Aos 22m55s Abutre interceptou saída de bola do S M S e de frente para o gol chutou rasteiro, no canto esquerda de Serra, fazendo o segundo gol do Olimpique.
O primeiro gol do SMS saiu em cobrança ensaiada de falta, aos 25m00s. Ivan recebeu passe pela direita e fuzilou para superar o goleiro Schumacher. Na seqüência, lance dentro da área do Olimpique e Diego e Ivan quase marcam o gol de empate.
Nos minutos seguintes, até 29m14s as equipes marcavam bem, não permitindo grandes avanços do adversário. Nesse minuto Dieguinho recebeu pela direita e na saída do goleiro Schumacher tocou rasteiro, mas o arqueiro tirou.
No contra-ataque a bola toca no braço do Nino e o árbitro Dinael dá pênalti. O lance foi duvidoso quanto à posição da bola, se foi realmente dentro da área. Maradona cobrou e marcou o pênalti, empatando a partida.
Os dois últimos minutos foram agitados. O jogo virou guerra. As duas equipes passaram a chegar mais forte, tentar o gol com mais agressividade e o choque foi inevitável.
Faltando 65 segundos para o término Mirabeti foi expulso do banco por reclamação. Faltando 18 segundos o árbitro Ednei Barbos viu Nino e Turno Louco trocarem empurrões e expulsou os dois, causando grande confusão.
Ao término do jogo, empatado, Nino e Turco desentenderam-se novamente fora da quadra e torcedores e jogadores foram em socorro e foi criada a confusão, que não passou de bate-boca.
A decisão foi para a prorrogação com as duas equipes desfalcadas de um jogador.
Aos 43 segundos da prorrogação Keké aproveitou jogada pela direita e fez o primeiro gol do tempo extra para o SMS.
A 1m58s Dieguinho avançou pela direita, recebeu o passe e fez o segundo do SMS. Na saída de bola as duas equipes se recomporam dos expulsos.
Aos 47m04s Betinho armou jogada, invadiu a quadra adversária, é marcado, mas a bola sobrou para Willian, pela esquerda, dentro da área, mandar a bola na forquilha, fazendo o primeiro do Olimpique.
Aos 48m46s Willian decreta o empate. Em boa jogada do Toca, que dentro da área sem opção para o bate acha Willian pela direita. Este recebe e não desperdiça, novamente por cobertura, empata o jogo.
A decisão vai para os pênaltis. O SMS começou cobrando. Naldo, Maradona e Serra converteram as cobranças, enquanto Dieguinho e Bicudo desperdiçaram. O Olimpique saiu na frente mas não sustentou. Willian e Jequinha marcaram, Betinho, Faber e Abutre desperdiçaram. SMS sagrou-se campeão.
Durante a premiação o fixo Nino estava indignado, creditando ao árbitro Dinael Pena a derrota do Olimpique. "Todo mundo viu que o time brigou, buscou forças para reagir na prorrogação e empatou, levando para os pênaltis. Mas o árbitro influenciou no resultado. Eles já tinham feito isso contra o Flash (não eram os mesmos oficiais, revela), também acharam um pênalti. O espetáculo estava lindo, mas ele deixou todo mundo nervoso. O campeonato foi bom, a organização boa, mas o árbitro influenciou", reclamou Nino, que na entrega da premiação dizia ao árbitro Dinael: "você tem que receber essa medalha de ouro, foi você quem deu esse título a eles. Aonde você viu pênalti naquele lance?".
O fixo Ivan do SMS não concorda. "Achei que foi pênalti. Mas o árbitro influenciou mesmo no resultado porque tinha que ter expulsado o jogador (Nino) por ter colocado a mão na bola", disse.
"Estava na hora de ganhar. Chegamos em três finais e perdemos duas, ganhando hoje a terceira. No intervalo conversamos e definimos que a gente não podia perder pra gente de novo, que tinha gente só querendo brigar. No segundo tempo jogamos bola e ganhamos", disse Ivan.
Permitir o empate do Olimpique na prorrogação é o que não agradou ao Ivan. "Tomar dois gols faltando 1m28s para o término do jogo foi erro grave, principalmente marcando o gol-linha em losângulo. Tomar dois gols foi falta de experiência a alguns jogadores", disse.
"Tem jogador que precisa parar de ficar dando soco na cara dos outros. O pior é o árbitro ver e ainda expulsar os dois jogadores", reclamou Ivan, referindo-se ao fixo adversário Nino.
Na fase semifinal o SMS superou o Flash nos pênaltis, após empate em dois gols. O Olimpique goleou o Cachaça por 6 a 1.
A disputa pela artilharia foi tão acirrada que terminou com três atletas empatados: Leandro (Serpente), Flávio (Flash) e Willian (Olimpique). O goleiro menos vazado é o Serra, do SMS, enquanto o craque da competição é o ala Abutre, do Olimpique.
Ficha Técnica
Olimpique: 1- Schumacher; 10– Willian (47m04s) (48m46s), 11– Thiaguinho, 15– Nino e 5– Abutre (22m55s); 8– Faber, 14– Jequinha, 100– Chumbão, 2- Daniel, 13– Betinho,  9 – Hélio (14m26s) e 7– Toca. Técnico: Mauro Vitor Batista, Auxiliar: Vicente Vitor Batista.
S M S: 6- Serra; 5– Maradona (37m20s), 13– Dieguinho (41m58s), 10– Lelé e 2– Junior; 3– Mirabeti, 9- Bicudo, 15– Keké (40m43s), 4– Cris, 8– Turco, 7– Nando, 14– Barth e 11–
Ivan (25m00s). Técnico: Paulo Alexandre Mairena
Árbitros: Dinael Aparecido Pena e Ednei Barbos. Mesários: José Carlos Alves e Cássio Alves Ribeiro.
Demais notícias

  Eventos em destaque  
 
 
     
  Publicidade  
 







 
     
 

  Jornal do Futsal
Rua Palminópolis, 115 / 36
05584-090 - Jd. Boa Vista - São Paulo - SP
Fone.: (11) 3462-8861